Дървен материал от www.emsien3.com

The best bookmaker bet365

The best bookmaker bet365

Menu
RSS

Chacina provoca debate de autoridades em Limoeiro

1a1.1296063Limoeiro do Norte. Após chacina ocorrida na noite da sexta-feira passada, dia 15, quando quatro homens foram alvejados a bala em um bar, localizado às margens da Rodovia CE-358, na localidade de São Raimundo, zona rural, autoridades deste município mobilizaram audiência pública com o titular da Secretario de Segurança Pública do Estado (SSPDS), na última segunda-feira, para tratar de soluções emergenciais frente à crescente onda de violência na região do Baixo Jaguaribe.

O encontro reuniu os prefeitos de Limoeiro e Tabuleiro do Norte, juíza e Promotoria da Comarca de Limoeiro e população. De acordo com o secretário Delci Teixeira, será mobilizada uma força-tarefa para conter a onda de crimes. As recentes ocorrências de homicídios deixaram a população de destes dois municípios em estado de alerta.

Assassinatos

Além dessa última chacina, outro caso que chamou atenção da população foi o ocorrido no município vizinho de Tabuleiro do Norte, distante a 16 Km de Limoeiro, uma semana antes, quando duas mulheres foram assassinadas, também em um bar às margens da CE-358, na localidade de Bom Futuro.

Para o prefeito de Limoeiro do Norte, Paulo Duarte, a audiência foi convocada em caráter de urgência, sendo convidados todos os prefeitos do Vale do Jaguaribe e autoridades policiais da região, após apelo junto ao governador Camilo Santana, no último sábado, dia 16.

"Precisávamos que o Estado estivesse aqui para dar uma resposta à população que está em pânico e refém desses bandidos. Estamos reivindicando ações que possam ser desencadeadas o mais rápido possível a fim de coibir essa série de crimes que está ocorrendo no Vale do Jaguaribe", disse.

Além dos homicídios, Duarte também destacou a violência dos assaltos à mão armada contra populares e a estabelecimentos comerciais e pediu mais estrutura para que a Polícia possa atuar de forma eficiente no combate aos crimes.

"A Polícia necessita de estrutura para atuar, mas também nós, como cidadãos, temos que dar nossa contribuição e ajudar com informações. O que não podemos é deixar que essa violência tome conta do nosso município", ressaltou. Outro fator abordado pelo prefeito foi com relação à impunidade. Na sua opinião, é preciso que o Estado dê respaldo para que o poder judiciário possa atuar de forma efetiva e coloque na cadeia os culpados pela criminalidade.

Em Tabuleiro do Norte, segundo o prefeito Marcondes Moreira, o clima de insegurança e medo tem aumentando nos últimos meses e a ausência de um delegado titular no município pode ser um dos fatores que agravam a impunidade.

"Essa é uma reivindicação que estamos fazendo há um bom tempo, que o município tenha um delegado efetivo. No momento, precisamos ficar nos socorrendo nos municípios vizinhos para atender os casos do nosso município", reclamou o prefeito.

Sobre as medidas que deverão ser tomadas, Teixeira não entrou em detalhes, mas adiantou que o procedimento adotado será parecido com o mesmo executado no município de Sobral, após a chacina que vitimou seis pessoas no fim do mês de abril.

"Para esses casos como o que está sendo registrado em Limoeiro do Norte, que também foi registrado em Sobral, deveremos montar uma força tarefa para atuar no município de forma a combater esses crimes. Os policiais deverão atuar na cidade até o problema ser resolvido", afirmou o secretário.

Teixeira também falou de uma reunião com a Juíza da 1ª Vara de Limoeiro do Norte, Flávia Setúbal, realizada horas antes da audiência pública, onde foi exposta toda a situação de violência nos dois municípios. O secretário ressaltou que, com as informações colhidas, será elaborado um plano de ação que deverá ser executado de forma integrada entre as polícias da região o mais rápido possível.

Estatística

Segundo dados estatísticos da SSPDS, o número de crimes violentos letais (homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal seguido de morte) de janeiro a abril deste ano, na Área Integrada de Segurança número dez (AIS 10), que abrange os municípios de Aracati, Beberibe, Fortim, Itaiçaba, Icapuí, Russas, Palhano, Jaguaruana, Jaguaribe, Jaguaretama, Potiretama, Ererê, Iracema, Pereiro, Nova Jaguaribara, Limoeiro do Norte, Alto Santo, Quixeré, São João do Jaguaribe e Tabuleiro do Norte soma 89, número menor em comparação com o ano passado, quando, no mesmo período, foram registradas 94 mortes.

Mesmo assim, para o Interior do Estado, a região continua sendo a segunda maior em número dessas ocorrências, ficando atrás apenas da AIS 11, que compreende parte do Cariri, onde, de janeiro a abril deste ano, foram registradas 111 mortes.

Ellen Freitas
Colaboradora

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/regional/chacina-provoca-debate-de-autoridades-em-limoeiro-1.1296063

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo