Дървен материал от www.emsien3.com

The best bookmaker bet365

The best bookmaker bet365

Menu
RSS

Mais de 4,4 milhões de ingressos solicitados

1A1.1284591Mais de 4,4 milhões de bilhetes já foram solicitados para os Jogos Olímpicos do próximo ano. A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo Comitê Rio-2016. Além disso, mais um milhão de pedidos estão pendentes no site da entidade - o solicitante não fechou a compra. Estas solicitações, contudo, serão excluídas caso o pedido não seja finalizado até às 23h59 desta quarta-feira, quando encerra a primeira fase de vendas.

Segundo o comitê, 400 das 700 sessões da Olimpíada já têm ingressos indo a sorteio. A final masculina do vôlei é a mais procurada. No total, há uma média de 220 pedidos para cada ingresso disponível. As finais do basquete masculino (218 pedidos por ingresso), vôlei feminino (179), ginástica artística por aparelhos (100) e natação nos 50 metros livre, masculino e feminino, e 100 metros borboleta masculino (68) vêm na sequência

Alguns dos pedidos ultrapassam o valor total de R$ 100 mil em bilhetes. No outro extremo, há pedidos de ingresso de R$ 20 (valor da meia-entrada em uma das sessões mais baratas) parcelados em quatro vezes. A média de gasto nos pedidos dos brasileiros é de R$ 3.089,00. A média mais alta vem do Estado de São Paulo, onde cada solicitante está disposto a gastar em média R$ 5.022,00.

"Nos deixa entusiasmados essa procura porque têm pedidos de todos os estados. Estamos a mais de um ano dos Jogos e em termos de Brasil isso é altamente favorável", considerou o presidente do Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman.

O estádio Itaquerão, em São Paulo - que só foi oficializado como subsede do futebol no último dia 30, o que acabou forçando a prorrogação da venda de bilhetes -, já possui dois jogos com mais pedidos de ingressos do que assentos disponíveis.

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/jogada/mais-de-4-4-milhoes-de-ingressos-solicitados-1.1284591

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo